IndústriaNotíciasVideo MarketingYoutube

Youtube para crianças arranca a 23 de Fevereiro

Que sabíamos que as crianças já nasciam ensinadas a usar a internet, sabíamos, não sabíamos é que as plataformas digitais estão cada vez mais atentas a esta faixa etária. Em desenvolvimento há mais de 1 ano, a versão do Youtube para crianças finalmente tem uma data de lançamento, será em 23 de Fevereiro.94a8d6ad-e535-4aa1-855a-42761265e9b0

Este serviço, estará em forma de aplicação para Android, quer para tabletes quer para smartphones.

Com um foco especial ao conteúdo educacional, o Youtube para crianças (Youtube Kids) irá apresentar em destaque, conteúdos licenciados já existentes na plataformas, mas apresentará também conteúdos produzidos exclusivamente para a aplicação.

Todos os canais e listas de vídeos serão organizados por 4 categorias principais: Espectáculos, Música, Ensino e Exploração. Características da aplicação adicionais incluem: controlo parental, limites temporais, bem como a possibilidade de activar e desactivar o som.

YouTubeKids

Alguns dos parceiros produtores de conteúdos encontra-se “The Jim Henson Company”, que disponibilizará episódios completos da clássica série “Sid, o rapaz da ciência”, “Pajanimals”, entre outras séries. A DreamWorks TV, canal lançado em 2014 terá diversos episódios disponíveis, como por exemplo: Nat Geo Kids.

LeVar Burton, conhecido pelas suas séries para crianças, terá em exibição “Reading RainBow, que será uma parte significante desta nova aplicação direccionada para as crianças. Encontra-se também neste momento em produção da série “uTech”, que explora tecnologias que farão parte da vida das pessoas no futuro.

Além destes nomes mais tradicionais, o Youtube para crianças disponibilizará vídeos criados por algumas das estrelas do Youtube, como por exemplo os irmãos Hank e John Green ( os Vlogbrothers), que para esta aplicação, decidiram criar uma versão para crianças da suas séries educacionais “SciShow” e “Crash kids”.

Relativamente a duas questões pertinentes, ainda não há qualquer resposta, uma delas é como é que o Youtube irá rentabilizar estes conteúdos, outra questão é relativamente a uma versão para iOS, esperamos que haja novidades nos próximos tempos.

Outra questão pertinente é saber se estes conteúdos serão apenas em língua inglesa, ou se haverá versões noutras línguas, restamos esperar que os países de outras línguas também tenham acesso a conteúdos nas suas línguas nativas.

As primeiras notícias acerca deste tema, foram reportadas pela primeira vez pelo The Wall Street Journal.

 

Sobre o Autor: Marco Neiva é um entusiasta dos novos media, especialista em vídeo marketing, desenvolve estratégias para aumentar a presença online através do vídeo, é responsável por vários projectos, como o VidYou Festival, Interface Virtual e Videografar. É fundador da Hypercube – Immersive Media Agency, que presta serviços de vídeo marketing e vídeo online.

Previous post

There is no more story.

Next post

Machinima anuncia novo investimento por parte da Warner Bros

marconeiva

marconeiva